Topo

Topo

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Participe do Projete


Pernambuco lança programa de recuperação de créditos tributários

Fonte: Agência Brasil

O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) autorizou o Estado de Pernambuco a instituir o Programa Especial de Recuperação de Créditos Tributários (Perc) para estimular empresas a quitar dívidas referentes ao pagamento do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias (ICM) e Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS). A determinação foi publicada hoje (28) no Diário Oficial da União (DOU).

Os devedores poderão parcelar o débito e receber desconto em multas e juros incidentes sobre a dívida. A redução máxima é de 95% da multa e 85% dos juros para o caso de pagamento à vista. Ainda é possível dividir o valor em até quatro parcelas mensais, com 80% e 70% de desconto em multas e juros, respectivamente; ou de cinco a 24 prestações por mês, com desconto de 50% da multa e 40% dos juros.

A meta da Secretaria da Fazenda do Estado de Pernambuco (Sefaz-PE) é arrecadar R$ 120 milhões. As empresas podem fazer a adesão ao programa até o dia 30 de novembro, com o pagamento da primeira parcela ou da parcela única. A Sefaz-PE estima que cerca de mil empresas devem aderir ao programa.

As reduções previstas valem, inclusive, para inscritos em dívida ativa e para os casos que já estão em fase de cobrança judicial. O crédito tributário precisa ter sido constituído até 31 de agosto de 2016, em caso de lançamento de ofício, ou até 30 de novembro de 2016, quando o devedor declarou espontaneamente, desde que o fato gerador tenha ocorrido no período fiscal até julho de 2016. Empresas que optaram pelo Simples Nacional não podem participar do programa.

A adesão ao programa de recuperação de créditos tributários fica condicionada à desistência de eventuais processos administrativos ou judiciais movidos pelos devedores contra a cobrança dos impostos. O documento estabelece ainda regras para a perda dos descontos e do parcelamento da dívida, que pode ocorrer, por exemplo, caso a empresa devedora deixe de pagar três das parcelas acordadas.

O convênio entra em vigor hoje, retroagindo para 15 de setembro de 2016, já que a Lei Complementar nº 333, que institui o programa, foi publicada no Diário Oficial do Estado nesta data. A autorização para que Pernambuco criasse o programa foi concedida em reunião ordinária do Confaz, realizada no dia 23 de setembro, em Boa Vista, Roraima.

A última edição de um programa de recuperação de créditos em Pernambuco foi lançada em 2013. Com a regularização da situação fiscal, as empresas ficam aptas a participar de licitações públicas e obter financiamentos de bancos públicos.

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

CDL fecha nesta quinta-feria, feriado dos padroeiros de Santa Cruz do Capibaribe

A CDL Santa Cruz do Capibaribe informa a todos os associados e comunidade em geral que, em função do Feriado dos padroeiros de Santa Cruz do Capibaribe, Senhor Bom Jesus dos Aflitos e São Miguel, amanhã, quinta-feira (29), a entidade será fechada, voltando a funcionar normalmente na sexta-feira (30). À todos os santa-cruzenses, a CDL deseja um ótimo feriado.

Feira do Empreendedor chega a municípios do interior do país



O Sebrae já definiu o circuito da Feira do Empreendedor para o segundo semestre de 2016, que deve acontecer no Nordeste, Norte e Sul do país. Este ano, a Feira do Empreendedor no Estado de Pernambuco, vai acontecer na cidade de Caruaru, nos dias 9 a 12 de novembro.

O projeto de todo evento foi apresentado na manhã desta terça-feira (27), no Moda Center Santa Cruz, pela Diretora do SEBRAE Caruaru, Débora Florêncio. Participaram do encontro, o presidente da CDL de Santa Cruz do Capibaribe, Valdir Oliveira, juntamente com o presidente da Ascap, Minininho e do síndico do Moda Center, Allan Carneiro.




Empresários deixam pessimismo e elevam confiança na economia

Fonte: Agência Brasil

Os empresários do setor da indústria de transformação retomaram o otimismo quanto à possibilidade de um crescimento das atividades nos próximos meses, revertendo o comportamento de desânimo manifestado em agosto último.

É o que mostra o Índice de Confiança da Indústria (ICI), relativo a setembro, com alta de 2,1 pontos ante uma queda de 1 ponto em agosto, passando de 86,1 para 88,2 pontos. A marca foi a mais elevada desde julho de 2014 (88,8).

O ICI avalia a percepção dos empresários em relação aos negócios atuais e, no médio prazo (seis meses), por meio da Sondagem da Indústria de Transformação feita pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). Entre 5 e 23 de setembro, foram ouvidos dirigentes de 1.122 companhias. De um total de 19 segmentos, 12 indicaram melhoria nas avaliações tanto em relação ao momento atual quanto no quadro previsto para daqui a seis meses.

O Índice de Expectativas (IE) avançou 2,5 pontos e atingiu 89,8 pontos, o maior desde junho de 2014 (90,3 pontos). Já o Índice da Situação Atual (ISA) aumentou 1,5 ponto, alcançando 86,7 pontos, o maior desde janeiro de 2015 (88,4 pontos).

A pesquisa mostra que, em relação ao momento presente, o resultado foi influenciado pelo nível dos estoques. A proporção dos entrevistados que consideraram os estoques excessivos teve queda, passando de 14,1% para 12,7%. Ao mesmo tempo aumentou de 5,4% para 7,1% a parcela dos que avaliaram os estoques como insuficientes. Este foi o maior índice desde maio de 2013 (7,3%).

Capacidade Instalada

Quanto ao Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) ocorreu pequena elevação, de 0,9 ponto percentual, atingindo 74,7%, no maior patamar desde dezembro de 2015.

O superintendente de estatísticas públicas do Ibre/FGV, Aloisio Campelo Junior, disse - por meio de nota - que “a leitura desagregada dos quesitos da pesquisa sugere uma recuperação lenta e sujeita a sobressaltos pelo lado da produção, decorrente do esforço para normalização de estoques e da recente perda de fôlego das vendas externas”.

Ele acrescentou que o setor continua desapontado com a demora na recuperação do mercado doméstico, mas que vê com otimismo a possibilidade de melhora nos próximos meses.

Entre março e setembro houve um ganho acumulado de 13,5 pontos, mas o índice ainda é considerado baixo com a média do terceiro trimestre em 87,1 pontos, marca semelhante à do terceiro trimestre de 2014, “período em que a economia brasileira já estava em recessão”, aponta o comunicado.

Nota de Pesar



A CDL de Santa Cruz do Capibaribe vem a público se solidarizar com a família e amigos do senhor Nelson Pereira da Silva, conhecido como Nelson do ônibus, ele que faleceu nesta quarta-feira (28). Seu Nelson contribuiu muito para a formação dos muitos universitários de Santa Cruz do Capibaribe, ele que com muito afinco e responsabilidade conduzia estudantes para a cidade de Caruaru, trabalho que permanece até hoje. A toda família e amigos, queremos levar nossos votos de profundo pesar.

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Entrevista CDL

O reordenamento de uma cidade passa, primordialmente, pelas mãos de bons profissionais. Hoje nós vamos apresentar a importância dos profissionais arquitetos dentro desse contexto de melhorar o visual de uma obra, seja ela reforma ou construção. Para isso, conversamos com a arquiteta Juliana Moura, ela que, mesmo sem fazer parte da diretoria, tem contribuído muito com a Câmara Setorial de Engenheiros e Arquitetos da Construção Civil, da CDL Santa Cruz do Capibaribe. Confira a entrevista.

 
O que a fez ingressar nessa carreira?

Juliana Moura - Gostar de observar lugares, desenhar, criar e ter o hobby de passear em lojas de móveis e revestimentos.

Há quanto tempo está na profissão?

Juliana Moura - Há 6 anos

Qual a importância da arquitetura para uma cidade?

Juliana Moura - A arquitetura busca melhorar a qualidade de vida dos cidadãos, propondo a infraestrutura necessária para organizar os espaços da cidade através de intervenções urbanísticas.

Você está sempre contribuindo com a Câmara Setorial dos arquitetos. Como você avalia sua participação na Câmara?

Juliana Moura - Não faço parte da diretoria, mas contribuo diretamente por ter uma boa relação e sempre estar junto com as arquitetas integrantes da diretoria dessa câmara.  Sempre procuro unir nossa classe para nos fortalecer profissionalmente. 

Como você analisa o trabalho de sua classe na cidade?

Juliana Moura - Ainda um pouco difícil e desvalorizado, por haver falsos profissionais atuando na cidade, que realizam o nosso trabalho de forma inadequada por não terem adquirido o conhecimento necessário.

Qual a sua perspectiva para as melhorias na atuação do arquiteto em Santa Cruz do Capibaribe?

Juliana Moura - Havendo mais fiscalização e a realização de um trabalho mais personalizado atendo suprir a necessidade do cliente, concretizando o seu sonho através do projeto e sua execução.

Quais os serviços que você oferece enquanto arquiteta?

Juliana Moura - Projeto arquitetônico de todas as tipologias, como por exemplo, residências, comerciais, etc. Assessoria em obras, arquitetura de interiores e paisagismo.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

CDL fecha no Feriado do dia 29 de setembro

A CDL Santa Cruz do Capibaribe informa a todos os associados e comunidade em geral que, em função do Feriado dos padroeiros de Santa Cruz do Capibaribe, Senhor Bom Jesus dos Aflitos e São Miguel, na próxima quinta-feira (29), a entidade será fechada, voltando a funcionar normalmente na sexta-feira (30). À todos os santa-cruzenses, a CDL deseja um ótimo feriado.

Comunicado Sindilojas - Feriado 29 de Setembro

O Sindicato das Empresas do Comércio de Bens e Serviços de Santa Cruz do Capibaribe (SINDILOJAS) informa a todos os empresários que, no dia 29 de setembro, quinta-feira da próxima semana, é feriado municipal, alusivo ao dia dos padroeiros de Santa Cruz do Capibaribe, São Miguel e Senhor Bom Jesus dos Aflitos.

O SINDILOJAS informa ainda que, caso o empresário deseje abrir a loja deverá fazer o acordo coletivo de trabalho. Basta se dirigir até a sede do SINDILOJAS, que funciona na CDL para solicitar autorização de funcionamento até terça-feira (27).

Para funcionar neste dia, o empresário precisa fazer solicitação junto ao SINDILOJAS, fazer o preenchimento do requerimento e pagar a taxa da contribuição sindical. Mais informações: (81) 3731-7162.

OBS: para quem já fez o depósito da contribuição sindical, deve enviar comprovante para o e-mail do Sindilojas: sindilojasscc@outlook.com

Curso de Desenvolvimento e Liderança será ofertado na CDL



Mini currículo do Consultor

Iniciou suas atividades como Consultor Empresarial em 2005 através da CTE Soluções Empresariais onde foi sócio durante 9 anos. Formado Bacharel em Administração de Empresas com foco em Gestão de Negócios, MBA em Gestão de Negócios, Formação para avaliação de perfil através de ferramenta DISC – Etalent, Coach pessoal e profissional. Exerce atividades nas áreas de Organização Sistemas & Métodos (OS&M), Certificação ISO, Gestão de Pessoas, Planejamento Empresarial e Gestão Estratégico. E desde abril de 2014 é Sócio Fundado da CONGRER.

Uma campanha da FCDL-PE e todas as CDLs do Estado



Ipea: Economia caminha para estabilização no quarto trimestre do ano

Fonte: Agência Brasil

O ciclo recessivo iniciado no segundo trimestre de 2014 caminha para a estabilização, de acordo com estudo divulgado hoje (23) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). A tendência é que o resultado do Produto Interno Bruto (PIB), soma dos bens e serviços produzidos no país, mostre mais uma queda no terceiro trimestre e, no quarto trimestre, já tenha um resultado, “senão positivo, já estável”, ou seja, pare de cair. A avaliação é do economista Leonardo Mello de Carvalho, autor do estudo.

Embora o PIB do segundo trimestre tenha voltado a registrar retração, a análise do Ipea do ritmo de queda dos componentes do PIB, pelo lado da demanda e da oferta, e de outros indicadores de atividade, consegue identificar uma redução “bastante disseminada” desse ritmo de queda. “A gente consegue identificar uma desaceleração nessas variáveis, inclusive com alguns setores já apresentando desempenho positivo ao longo de 2016”, disse Carvalho. É o caso, por exemplo, da produção industrial. O setor industrial teve avanço de 0,3% no segundo trimestre, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), interrompendo sequência de cinco quedas consecutivas, o que reflete a melhora no cenário da indústria ao longo de 2016.

No lado do PIB, Carvalho destacou os resultados dos investimentos, que voltaram a crescer na comparação com o trimestre anterior, após dez períodos de queda. “Se ainda não se consegue falar que a recessão acabou, acho que dá, sim, para dizer que a economia caminha para uma etapa de estabilidade, que o pior da crise já foi superado, com base nessa trajetória de queda mais suave da maioria dos indicadores e crescimento já em alguns”, reiterou. De acordo com o Ipea, embora o PIB no segundo trimestre tenha mostrado recuo, o ritmo de retração nos dois primeiros trimestres de 2016, em termos anualizados (-2%), ficou bem abaixo daquele apresentado ao longo de 2015, quando o PIB caiu a uma taxa média anual de 5,9%.

Setores

Na indústria, a melhora tem sido disseminada. Com base na pesquisa mensal do IBGE, Leonardo Carvalho disse que a produção de bens de capital cresceu durante os seis primeiros meses do ano, mostrando pequena acomodação em julho em função do segmento de equipamentos de transportes: “É um setor que apresentou uma recuperação ao longo de 2016, com crescimento durante todo o semestre”.

Também o setor de bens intermediários apresentou incremento. Esse é um setor importante, porque produz insumos, tem o maior peso dentro da indústria e acaba puxando todo o resultado industrial. O Ipea notou também recuperação “surpreendente”, nos últimos três meses, da produção de bens duráveis, com crescimento sempre na comparação com o mês anterior:”Por estar muito ligado, ainda, a consumo, a gente vai conviver por algum tempo com fraca demanda interna, ligada a consumo das famílias”

Carvalho acredita que pode estar havendo estímulo positivo das exportações, que têm melhorado o desempenho desses setores, além de um processo de ajustamento de estoques, que permite responder tanto à demanda externa, como também a algum tipo de melhora, embora discreta, da demanda interna.

“Essa melhora da produção industrial começou mais centrada em setores que têm uma relevância maior em relação à exportação, desde o quarto trimestre do ano passado. E essa melhora de desempenho tem se disseminado entre as demais atividades, ao longo deste ano”, segundo a análise.

Emprego

O economista do Ipea afirmou, entretanto, que para dizer que está havendo uma melhora efetiva da economia, o emprego tem um peso grande, porque está ligado ao fraco desempenho do consumo das famílias: “Acho que um ponto importante para você consolidar essa estabilização e depois iniciar uma recuperação propriamente dita vai, como sempre, depender da recuperação da demanda interna”.

O analista lembrou que o investimento é um componente que, historicamente em períodos de crise, costuma responder mais rápido que a demanda interna, porque esta depende do consumo das famílias que, por sua vez, está relacionado ao mercado de trabalho. A desocupação continua aumentando no país, com queda do rendimento real. A soma desses dois fatores a uma trajetória de preços ainda elevada restringe o início de recuperação do consumo, afirma Carvalho.

Ele acredita que haverá uma piora no mercado de trabalho nos próximos trimestres, “porque ele possui uma dinâmica que responde com defasagem em relação à atividade econômica. Os empresários esperam para ter certeza se, realmente, a recessão vai piorar, se será uma coisa mais intensa, para iniciar as demissões. Então, tanto na entrada como na saída da crise, a resposta do mercado de trabalho demora um pouco mais para acontecer”. Isso vai fazer com que o desempenho do mercado de consumo permaneça deprimido.

Investimentos

Leonardo Mello de Carvalho informou que o crescimento acumulado dos investimentos nos sete primeiros meses de 2016, sem comparar com igual período de 2015, alcança 11,6%. Considerou natural que ocorra ainda nos próximos meses alguma acomodação. O Indicador Ipea de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) aponta redução de 10% nos investimentos entre os meses de junho e julho, na comparação com ajuste sazonal. O economista avaliou que esse resultado tem a ver com a queda de 2,7% da produção de bens de capital que ocorreu, impactada pela produção de caminhões e ônibus.

Excluindo esse componente da produção de bens de capital, julho teria sido um mês de estabilidade, ressaltou Carvalho. Por isso, ele disse que, apesar desse resultado, o diagnóstico de estabilização não se altera em termos tendenciais. Esclareceu que o cálculo de investimentos é uma conta de oferta total, usada para medir a produção doméstica de bens de capital e as importações de bens de capital, de cujo resultado se retira o que foi exportado. Em julho, todos os três componentes contribuíram para a queda.

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Com a greve bancária, o Sicoob apresenta as vantagens de ser cooperado


Entrevista CDL - Carmen Diniz

Com 25 anos atuando no mercado de Santa Cruz do Capibaribe e região, a empresária Carmen Diniz é uma dessas mulheres aguerridas. Com seu profissionalismo latente, a empreendedora atualmente está como coordenadora da Câmara Setorial de Varejistas de Vestuário e Acessórios da Moda, vinculada a CDL da cidade. A empresária nos concedeu uma entrevista sobre sua trajetória empreendedora. Confiram!

Fale um pouco do seu trabalho:
Carmen Diniz - Trabalho com a beleza, oferecendo produtos que torne as pessoas mais belas, quer seja em perfumaria e cosméticos ou em moda.

O que a fez ingressar nessa carreira?
Carmen Diniz - Gosto de empreender.

Há quanto tempo tem as empresas?
Carmen Diniz - Há 25 anos

Qual a importância da sua profissão para o engrandecimento de Santa Cruz do Capibaribe?
Carmen Diniz - Santa Cruz é uma cidade na qual tem o empreendedorismo na veia da população, é a economia principal da cidade.

Atualmente você está na diretoria dessa Câmara Setorial da CDL. Como tem sido feito seu trabalho nessa diretoria?
Carmen Diniz - A Câmara Setorial tem tentado mobilizar a classe, fazendo assim, um apelo para que todos os lojistas que atuem com varejo de vestuário ou acessórios de moda sintam-se convidados a se envolverem e contribuírem, participando de reuniões para que possamos discutir em conjunto os pontos de melhorias da categoria.

Como você analisa o trabalho de sua classe na cidade?
Carmen Diniz - Precisa se unir mais, para fortalecer o segmento no mercado local.

Quais os serviços ou produtos que você oferece enquanto empresária?
Carmen Diniz - O Boticário e moda Maison Carmen Neves.

Para finalizar faça o seu convite aos santa-cruzenses para os mesmos conhecerem a sua nova empresa.

Carmen Diniz - A vida é bela mais pode ser linda, venha tornar-se cada vez mais linda com os produtos o Boticário e Maison Carmen Neves.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Curso de Desenvolvimento e Liderança será ofertado na CDL



Mini currículo do Consultor

Iniciou suas atividades como Consultor Empresarial em 2005 através da CTE Soluções Empresariais onde foi sócio durante 9 anos. Formado Bacharel em Administração de Empresas com foco em Gestão de Negócios, MBA em Gestão de Negócios, Formação para avaliação de perfil através de ferramenta DISC – Etalent, Coach pessoal e profissional. Exerce atividades nas áreas de Organização Sistemas & Métodos (OS&M), Certificação ISO, Gestão de Pessoas, Planejamento Empresarial e Gestão Estratégico. E desde abril de 2014 é Sócio Fundado da CONGRER.

Dia da Criança deve injetar R$ 7,3 bilhões no comércio nacional

Fonte: Agência Brasil

Pesquisa nacional, divulgada pela Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) e Instituto Ipsos, revela que o Dia da Criança deve movimentar, em todo o país, cerca de R$ 7,3 bilhões, com gasto médio de R$ 118,87 por pessoa. Entre as mulheres, o gasto é menor, atingindo, em média, R$ 113,35, enquanto entre os homens esse valor sobe para R$ 125,37.

Cerca de 40% dos consumidores pretendem presentear no Dia da Criança, considerada a quarta maior data para o comércio, depois do Natal, Dia das Mães e Dia dos Namorados. A pesquisa foi efetuada entre 30 de julho e 9 de agosto, com 1.200 consumidores nas capitais Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Vitória, Florianópolis, Salvador e Recife e em mais 65 municípios brasileiros.

Brinquedos constituem a maioria dos presentes apontados por 59% dos consultados, seguidos por roupas (27%), calçados (7%) e bicicletas (3%).

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Comunicado Sindilojas - Feriado 29 de Setembro

O Sindicato das Empresas do Comércio de Bens e Serviços de Santa Cruz do Capibaribe (SINDILOJAS) informa a todos os empresários que, no dia 29 de setembro, quinta-feira da próxima semana, é feriado municipal, alusivo ao dia dos padroeiros de Santa Cruz do Capibaribe, São Miguel e Senhor Bom Jesus dos Aflitos.

O SINDILOJAS informa ainda que, caso o empresário deseje abrir a loja deverá fazer o acordo coletivo de trabalho. Basta se dirigir até a sede do SINDILOJAS, que funciona na CDL para solicitar autorização de funcionamento até terça-feira (27).


Para funcionar neste dia, o empresário precisa fazer solicitação junto ao SINDILOJAS, fazer o preenchimento do requerimento e pagar a taxa da contribuição sindical. Mais informações: (81) 3731-7162.

OBS: para quem já fez o depósito da contribuição sindical, deve enviar comprovante para o e-mail do Sindilojas: sindilojasscc@outlook.com

Comemoração do Dia do Contador



A ASCONT realizará no próximo dia 22 de setembro, jantar em comemoração ao Dia do Contador. Um evento com o objetivo de homenagear os profissionais contábeis da região.

Além da solenidade, o evento contará com música ao vivo e um grande show do Mágico Hugo Henrique, que já fez participação no programa "Caldeirão do Huck".

Um noite para celebrar! Participe!

Convenção coletiva de trabalho comércio e serviços - 2016/2017 foi homologada e já está validada

SINDICATO DAS EMPRESAS DO COMÉRCIO DE BENS E SERVIÇOS DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE - SINDILOJA, em conjunto com a CÂMARA DE DIRIGENTES LOJISTAS - CDL do município de SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE e a FECOMÉRCIO/PE, INFORMAM as empresas do COMÉRCIO DE BENS E SERVIÇOS estabelecidas no município de SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE, que foi celebrada com o SINDICATO DE EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE BENS E SERVIÇOS DE TORITAMA, SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE E SURUBIM, CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO período 2016/2017, retroativa a 1º de MARÇO de 2016.

PRINCIPAIS ITENS NEGOCIADOS CCT 2015/2016:

  • DATA BASE: 1º de MARÇO de 2016
  • EXIGÊNCIA DE ACORDOS TRABALHISTAS PARA EMPRESAS FUNCIONAREM EM DOMINGOS E FERIADOS (esses acordos devem ser feitos junto ao Sindilojas)
  • PISO SALARIAL:
  • SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE E TORITAMA – R$ 930,00 (retroativo a 1º de MARÇO de 2016);
  • REAJUSTE SALARIAL: 11% (retroativo a 1º de MARÇO de 2016);
  • DIA DO COMERCIÁRIO SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE E TORITAMA: 3ª SEXTA FEIRA DE MARÇO DE 2017.

Para evitar excesso de despesas numa única folha salarial, foi convencionado que as diferenças decorrentes dos acréscimos oriundos deste instrumento jurídico previstos no parágrafo 5º da Convenção, no que se refere ao REAJUSTE SALARIAL com repercussão nos salários de MARÇO, ABRIL, MAIO, PODERÃO ser quitados até o prazo final para o pagamento da folha até AGOSTO. Já os meses de JUNHO, JULHO e AGOSTO de 2016, PODERÃO ser quitados até o prazo final para o pagamento da folha de NOVEMBRO de 2016. Os acréscimos oriundos deste instrumento jurídico previstos nesta CLÁUSULA no que se refere ao REAJUSTE SALARIAL com repercussão nos salários de AGOSTO, SETEMBRO, OUTUBRO e NOVEMBRO de 2016, PODERÃO ser quitados até o prazo final para pagamento da folha de DEZEMBRO de 2016.


Para quaisquer informações, ligue para o Sindilojas (81) 3731-7162, falar com Tais Cardoso ou Marcela Correira.

Leia aqui a convenção 2016/2017 na íntegra!